the ultimate jazz archive: swing to bebop 18

posts relacionados
the ultimate jazz archive: blues

the ultimate jazz archive: boogie woogie
the ultimate jazz archive: swing to bebop, modern jazz
the ultimate jazz archive: big bands
the ultimate jazz archive: vocalists


joe venuti & eddie lang

Giuseppe Venuti (1903 - 1978) conhecido como Joe Venuti e considerado o pai do violino no jazz, foi pioneiro no uso de instrumentos de corda no jazz junto com o guitarrista Eddie Lang, um amigo de infância. Durante os anos 20 e 30, Venuti e Lang fizeram muitas gravações, como líderes e como solistas em destaque. Venuti trabalhou com Benny Goodman, Dorsey Brothers, Bing Crosby e Boswell Sisters e com a maioria das personalidades brancas de jazz desta época. No entanto, após a morte precoce de Lang em 1933, sua carreira começou a declinar. Após um período de relativa obscuridade nos anos 40 e 50, tocando violino e outros instrumentos com Jack Statham no 'Desert Inn Hotel', em Las Vegas, Venuti foi redescoberto nos anos 60 e na década de 70, ele estabeleceu uma relação musical frutífera com o saxofonista tenor Zoot Sims, que resultou em três gravações. Em 1976, gravou um álbum de duetos com o pianista Earl Hines intitulado ‘Hot Sonatas’. Venuti desenvolveu uma técnica especial, a ‘Loose-Bow-Fiddle-Technic’, para tocar as quatro cordas do violino. Venuti também foi uma forte influência para Cecil Lee Brower, violinista de formação clássica que se tornou um dos arquitetos do swing fiddler, na década de 30, para não mencionar o fato de que Lang e Venuti foram as principais influências de Django Reinhardt e Stephane Grappelli. Joe Venuti sempre alegou ter nascido a bordo de um navio, quando seus pais emigraram da Itália por volta de 1904. Mais tarde, ele disse que nasceu em Lecco, Itália, em 1896, e que foi para os EUA em 1906 e se estabeleceu na Filadélfia. Joe já tinha formação clássica no violino desde tenra idade, e estudou solfejo com seu avô e teoria musical em geral. Começou a estudar violino na Filadélfia, e mais tarde afirmou ter estudado em um conservatório, embora não haja nenhuma evidência documentada para apoiar esta teoria. Apesar disso, seu estilo era característico de alguém que tinha uma sólida base em técnica de violino. Joe Venuti morreu de câncer em Seattle, Washington.

Eddie Lang (1902 - 1933) é considerado o pai da guitarra no jazz, sendo grande influência para muitos guitarristas, incluindo Django Reinhardt. Lang nasceu Salvatore Massaro, e era filho de um ítalo-americano fabricante de instrumentos na Filadélfia, Pensilvânia. Lang teve aulas de violino por 11 anos, mas mudou para a guitarra. Na escola ele fez amizade com Joe Venuti, com quem iria trabalhar em grande parte de sua carreira. Profissionalmente ele já tocava violino, banjo e violão desde 1918 em várias bandas nos EUA e também em Londres para depois se estabelecer definitivamente na cidade de Nova York. Lang foi o primeiro importante guitarrista de jazz e tocou com as bandas de Joe Venuti, Adrian Rollini, Roger Wolfe Kahn e Jean Goldkette além de tocar em rádio e participar de várias gravações. Em 1927, participou da gravação de ‘Singin' the Blues’ de Frankie Trumbauer e sua orquestra com o cornetista e pianista Bix Beiderbecke. Em 1929, ele se juntou a orquestra de Paul Whiteman e pode ser visto e ouvido no filme ‘The King of Jazz’. Em 1930, Lang tocou guitarra na gravação original de ‘Georgia On My Mind’, gravada por Hoagy Carmichael e sua orquestra. Joe Venuti e Bix Beiderbecke também participaram desta gravação. Quando Bing Crosby deixou Paul Whiteman, Lang foi convidado para ser seu acompanhante. Ele trabalhou regularmente com Crosby, durante os anos 30, e pode ser visto com ele no filme ‘Big Broadcast’ de 1932. Lang também tocou com o pseudônimo Blind Willie Dunn em várias gravações de blues com o cantor e guitarrista Lonnie Johnson. Eddie Lang morreu aos 30 anos, em conseqüência de uma rotineira amigdalectomia, em Nova York. Ele havia sido instado por Crosby para fazer a cirurgia para que pudesse participar de seus filmes. A voz de Lang era cronicamente rouca, e esperava-se que a cirurgia remediasse esta situação. Não está claro o que exatamente causou a morte, especulasse que tenha sido uma descontrolada hemorragia. Bing ficou profundamente perturbado pela morte de Lang, não só porque, de repente, perdeu um de seus melhores amigos e sidemen talentoso, mas porque ele tinha pessoalmente pedido a Lang para fazer a cirurgia.









Fats Waller

Fats Waller (1904 - 1943) nascido como Thomas Wright Waller, foi pianista de jazz, organista, compositor e comediante. Waller foi um dos mais populares artistas de sua época, nos EUA e na Europa, com sucesso comercial e de crítica. Foi também fértil compositor, com várias composições ainda tocadas para modernas audiências. Filho de um pastor nasceu no Harlem, e aprendeu a tocar órgão na igreja com sua mãe. Jovem ainda, começou estudando piano clássico, e teve lições regulares com um conhecido pianista do Harlem, James P. Johnson, que o ensinou jazz. Além de Fats Waller, James P. Johnson foi uma grande influência sobre alguns dos grandes pianistas de Jazz como Duke Ellington e Thelonious Monk. Fats começou sua carreira musical em 1922 como organista nos cinemas e como acompanhante. Em 1927, ele co-escreveu um par de canções com seu velho professor de piano. Dois anos mais tarde escreveu para o show da Broadway, ‘Hot Chocolates’, com letras de seu amigo Andy Razaf. A canção mais famosa, ‘Ain't Misbehavin', contou com Louis Armstrong. A grande chance de Fats Waller, ocorreu em uma festa dada por George Gershwin em 1934, onde ele encantou a multidão com seu piano. Um executivo da Victor Records, que estava na festa ficou tão impressionado que convidou-o para gravar. A maioria de suas gravações foi como ‘Fats Waller and his Rhythm’. O grupo era composto por cerca de meia dúzia de músicos que trabalharam com ele regularmente, incluindo o baterista Zutty Singleton. Ao longo dos anos 30 e início dos anos 40, Fats era uma estrela do rádio e clubes, e excursionou pela Europa. Waller contraiu pneumonia e morreu numa viagem de trem próximo à cidade de Kansas, no Missouri. Assim que o trem chegou ao destino, a notícia da morte de Waller se espalhou pela estação, chegando a outro trem que ia para oeste. Nesse trem estava Louis Armstrong, que ao saber do fato, chorou por horas. leia +...

Coleman Hawkins

Coleman Randolph Hawkins (1904 - 1969) transformou o saxofone em instrumento solo. Coleman Hawkins foi o primeiro grande saxofonista de jazz. Quando criança, ele era um músico talentoso, aprendeu piano aos cinco anos, ensinado pela mãe. Estudou violoncelo e, aos nove anos, ganhou o primeiro sax-tenor. Antes dos vinte anos tocava na orquestra de Fletcher Henderson e com a cantora Mamie Smith. Em 1922, Mamie Smith o viu no 'Jesse Stone and his Blues Serenaders' no teatro de Kansas City e o contratou para tocar no seu ‘Jazz Hounds’. Depois de deixar o grupo, tocou com Wilbur Sweatman e depois fez suas primeiras gravações com Fletcher Henderson e ficou com ele por dez anos. Quando ele deixou Henderson em 1934 mudou-se para a Europa, e lá permaneceu até 1939 tocando com a orquestra de Jack Hylton, na Inglaterra. Coleman Hawkins inventou técnicas de utilização do sax no jazz e se tornou uma estrela, com shows pelos EUA e Europa. Em 1937, gravou com Benny Carter, Django Reinhardt e Stéphane Grappelli. Em 1939, quando a Segunda Guerra Mundial começou, Hawkins sabiamente voltou para as EUA e gravou a sua versão de ‘Body and Soul’ considerada por muitos sua obra-prima, com arranjo diferente do original composto por Heyman, Sour, Eyton e Green. O disco que continha esta versão tornou-se um dos mais vendidos da história do jazz. Hawkins foi um dos poucos músicos de jazz que fizeram a mudança para o bebop nos anos 40. Ele contratou Thelonious Monk para o seu quarteto em 1944 e liderou uma sessão de gravação no início do mesmo ano que incluía Dizzy Gillespie. Também contratou Miles Davis e Max Roach para tocarem em suas bandas no início de suas carreiras. Em 1946, gravou com JJ Johnson e Fats Navarro. No início de 1950, as inovações de Lester Young e Charlie Parker fizeram o estilo de Hawkins parecer um pouco antiquado. No entanto Hawkins foi capaz de se adaptar às correntes de mudança do novo jazz, quando se juntou a Roy Eldridge. Durante o resto dos anos 50, ele apareceu em gravações feitas por Thelonious Monk, Max Roach, Eric Dolphy e John Coltrane. No início de 1960 gravou com Duke Ellington e com Sonny Rollins. Coleman, também conhecido como Hawk, esteve no Brasil em 1961 e gravou o disco de samba jazz, ‘Desafinado’. Com a saúde debilitada, Hawkins sucumbiu a uma pneumonia em 1969.



art tatum

Art Tatum (1910 - 1956) nascido Arthur Tatum Jr, foi um pianista. Quase totalmente cego, desenvolveu uma personalidade introvertida que contrastou com a exuberância de sua técnica e criatividade. Ele era conhecido pela complexidade e velocidade de suas performances, que estabeleceu um novo padrão para o virtuosismo do piano no jazz. Tatum é amplamente reconhecido como um dos maiores pianistas de jazz de todos os tempos e ele foi uma grande influência sobre as gerações posteriores de pianistas. Para um músico de tal estatura, há muito pouca informação disponível sobre a sua vida. Sabe-se que nasceu em Toledo, Ohio, que seu pai era guitarrista e pastor de uma Igreja Presbiteriana onde sua mãe tocava piano. Desde a infância Tatum sofria de catarata que o deixou cego de um olho e com visão muito limitada no outro. Uma criança prodígio, com afinação perfeita, Tatum aprendeu a tocar de ouvido. Ele também tinha uma memória enciclopédica. Em 1925, Tatum freqüentou a escola para cegos onde teve alguma instrução musical formal e aprendeu braille. Atuou como pianista solo acompanhando grandes nomes do jazz nos anos 30 e 50. Nos anos 40, formou um trio com o contrabaixista Slam Stewart e com o guitarrista Tiny Grimes, mais tarde substituído por Everett Barksdale. Seu estilo é muito peculiar, extremamente virtuoso e criativo, baseado em infinitas variações sobre standards. Tatum completou um ciclo de pianistas que, juntamente com Fats Waller e Earl Hines, buscaram afastar o piano jazzístico do stride e do ragtime. Sua música exerceu grande influência sobre músicos como Bud Powell, Herbie Hancock, Oscar Peterson, Charlie Parker, John Coltrane e muitos outros. Art Tatum morreu de insuficiência renal



the ultimate jazz archive 18



18-1 Joe Venuti e Eddie Lang (1926-1933)

Tracklist
01. Black And Blue Bottom 02. Stringin' The Blues 03. Wild Cat 04. Suneshine 05. Goin' Places 06. Doin' Things 07. Kickin' The Cat 08. Beatin' The Dog 09. Cheese And Crackers 10. Penn Beach Boys 11. Dinah 12. The Wild Dog 13. Sweet Sue, Just You 14. I've Found A New Baby 15. I'll Never Be The Same 16. Little Girl 17. The Wolf Wobble 18. Raggin' The Scale


18-2 Fats Waller (1929-1938)

Tracklist
01. Handful Of Keys 02. The Minor Drags 03. Smashing Thirds 04. Do Me a Favor 05. I wish I were Twins 06. Armful o' Sweetness 07. Have a Little Dream on Me 08. You're Not the Only Oyster in the Stew 09. Mandy 10. Let's Pretend there's a Moon 11. Honeysucle Rose 12. If It isn't Love 13. I'm Growing Fonder of You 14. Dream Man 15. African Ripples 16. Alligator Crawl 17. Viper's Drag 18. Sugar Blues 19. Shame! Shame! 20. Tell Me with Your Kisses 21. I've Got My Fingers Crossed


18-3 Coleman Hawkins (1929-1935)

Tracklist
01. Hello, Lola 02. One Hour 03. Dismal Dan 04. I Can't Believe That You're In Love With Me 05. Jamaica Shout 06. Rhythm Crazy 07. It Sends Me 08. I Ain't Got Nobody 09. On The Sunny Side Of The Street 10. Lullaby 11. Oh! Lady Be Good 12. Lost In A Fog 13. Honeysuckle Rose 14. Some Of These Days 15. After You've Gone 16. I Wish I Were Twins 17. Blue Moon 18. Avalon 19. What A Difference A Day Makes 20. Stardust 21. Chicago 22. Meditation 23. What Harlem Is To Me 24. Netcha's Dream


18-4 Art Tatum (1933-1941)

Tracklist
01. Tea For Two 02. Sophisticated Lady 03. What Will I Tell My Heart 04. I've Got My Love To Keep Me Warm 05. The Sheik Of Araby 06. Stormy Weather 07. Gone With The Wind 08. I'll Get By 09. It Had To Be You 10. Tiger Rag 11. Get Happy 12. Sweet Lorraine 13. St. Louis Blues 14. Begin The Beguine 15. Indiana (Back Home Again) 16. Rosetta 17. Stompin' At The Savoy 18. Battery Bounce


Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...