once upon a time in america

postagens relacionadas
the mission
soundtracks by ennio morricone

Once Upon a Time in America‘Once Upon a Time in America’, no Brasil lançado como 'Era uma vez na América', é uma variação do filme ‘Once Upon a Time in the West’ um épico do faroeste italiano de 1968. Se ‘Once Upon a Time in the West’, de Sergio Leone, é considerado uma obra-prima cinematográfica, ‘Once Upon a Time in America’, que terminou antes de sua morte, em 1989, é seu filme mais desafiador. Infelizmente, ambos foram severamente editados quando lançados nos Estados Unidos. A forma como o filme foi cortado, perdendo muito de sua originalidade, é a razão pela qual, muitos não acham que ‘Once Upon a Time in America’ é muito especial. Existem três versões, mas somente a versão européia é como o diretor Sergio Leone imaginou que fosse. Mesmo assim, em todas as listas dos melhores filmes de todos os tempos com certeza ‘Once Upon a Time in America’ será relacionado. A segunda razão pela qual este filme é tão grandioso é a música. A trilha sonora nostálgica e impecável como sempre é de Ennio Morricone, que é visto como o maior compositor de trilhas sonoras de sempre. Juntamente com as imagens, a música fala por si só, ela conta a história. Ennio Morricone entendeu perfeitamente o que queria Sergio Leone e compôs a maioria das músicas antes mesmo do filme ser rodado. A música é poderosa e evocativa, e o inesquecível tema principal é executado de diferentes modos a cada nova cena.

Once Upon a Time in AmericaAtravés de uma narrativa em três tempos: juventude, vida adulta e velhice, o filme cobre a vida de quatro jovens judeus que vivem no Brooklyn, bairro operário de Nova York no início de 1900, quando a imigração ainda estava ocorrendo em um ritmo acelerado. É a história do sofrimento e do destino de filhos de imigrantes e amigos de infância. Na América, todos os homens deveriam ser iguais, mas dadas as suas raízes, esses filhos e filhas permanecem eternamente excluídos, principalmente aqueles que vivem nos guetos, onde as famílias foram enraizadas por gerações. A eles nunca é permitido frequentar boas escolas ou aspirar empregos em escalões superiores da sociedade. A falta de perspectivas e a química entre os rapazes preparam o palco para o surgimento de um bando mafioso fortemente unido e cruel. E Sergio Leone, contou com os excepcionais recursos de Robert De Niro e James Woods que se tornaram conhecidos e violentíssimos gangsters na cidade de Nova York dos anos 20. O filme tem toda a atmosfera do filme ‘The Godfather’ de Francis Coppola, com o seu complexo cenário repleto de funcionários públicos corruptos e rivalidades entre gangues, sexo e assassinatos sangrentos. Sua narrativa atravessa décadas, até o final dos anos 1960, com eventos passados e presentes misturados com perfeição.

As interpretações são tão magníficas que ninguém consegue se destacar sozinho. As ligações principais no filme estão entre Noodles (Robert De Niro), cujo nome real é David Aaronson e Bercovicz Max (James Woods), que se tornará seu melhor parceiro no crime, e Noodles e Deborah Gelly (Elizabeth McGovern), sua namorada de infância. Separados da elite da América, eles anseiam o sucesso e a aceitação. Cegamente ambiciosos, durante a Lei Seca, tornam-se fabulosamente ricos como contrabandistas. Passam a usar ternos elegantes, mas são cruéis, assassinos brutais. Noodles é um homem de impulsos animalescos, que é incapaz de controlar sua sexualidade, como demonstrado em várias cenas de estupro. Deborah torna-se o que sempre almejou, uma atriz de renome, e goza do brilho e da fama da vida de estrela de cinema. Como atriz, ela pode desempenhar papéis que são bem diferentes vividos no gueto. Para Sérgio Leone, a América, a terra de oportunidades, o poder e a riqueza, só podem ser atingidos pela corrupção e banditismo.

sergio leone‘Once Upon a Time in America’ foi o projeto da vida do diretor italiano Sergio Leone, conhecido principalmente por seus filmes ‘western spaghetti’ que dirigiu entre 1964 e 1966, todos estrelados por um jovem ator de TV chamado Clint Eastwood que se tornou ícone. Embora tenha dirigido faroestes, o sonho era dirigir um épico sobre o século XX nos EUA, país que para Leone reunia cultura e barbárie, elegância e truculência, bom gosto e vulgaridade em doses equilibradas. Foram quase dez anos para que Sergio Leone tivesse coragem de apresentar o projeto a estúdios norte-americanos, os únicos com dinheiro suficiente. Foram necessários outros nove anos para finalizar o filme, dentre muitas batalhas e uma série de cláusulas contratuais que lhe tiravam a liberdade da montagem final. A primeira edição tinha 250 minutos. Os executivos da Warner obrigaram o diretor a encurtar para 139 minutos o que valeu ao filme péssimas críticas e bilheterias piores. Com o tempo, uma versão ampliada para 236 minutos chegou aos cinemas europeus e fez sucesso nos EUA. A saúde do cineasta italiano, no entanto, ficou debilitada e ele acabou morrendo de um ataque cardíaco aos 60 anos.

Once Upon a Time in America
Once Upon a Time in America
Once Upon a Time in America
Once Upon a Time in America
Once Upon a Time in America

ennio morricone - amapola (part II)


Once Upon a Time in America (1984) - soundtrack

Once Upon a Time in America (1984)
parte I    parte II

Tracklist
01. Once upon a Time in America 02. Poverty 03. Deborah's Theme 04. Childhood Memories 05. Amapola 06. Friends 07. Prohibition Dirge 08. Cockeye's Song 09. Amapola, Pt. 2 10. Chilhood Poverty 11. Photographic Memories 12. Friends 13. Friendship & Love 14. Speakeasy 15. Deborah's Theme-Amapola 16. Suite from Once upon a Time in America 17. Poverty 18. Unused Theme 19. Unused Theme (Version 2)

2 comentários:

carol sakurá disse...

Oi!
Já me alimentei de sofisticação por aqui e estou inspirada pra semana.
Bjs!

carol sakurá disse...

Obrigada pelo voto!
Votei novamente em ti hj.
Bjs!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...