ac/dc

AC/DCInicialmente eles foram comercializados como uma banda punk. Logo o rugido do ‘AC/DC’ se tornou um dos mais influentes sons do hard rock dos anos 70. A simplicidade de suas canções foi bem recebida quando caíram nos ouvidos mais sintonizados com o rock e os riffs e as letras ajudaram a fazer deles uma das maiores bandas da história. ‘AC/DC’ foi uma reação contra o pomposo art rock e com os vocais de Bon Scott a banda gerou inúmeros imitadores nas décadas seguintes. ‘AC/DC’ foi formado em 1973, na Austrália, pelo guitarrista Malcolm Young após a implosão de sua banda, o ‘Velvet Underground’, sem nenhuma ligação com a banda de art rock norte-americana de Lou Reed formada em 1964. Malcolm sonhava em ter o mesmo sucesso dos seus ídolos Chuck Berry, Little Richard, Fats Domino, ‘The Who’ e claro, ‘The Rolling Stones’. Com seu irmão Angus Young como guitarrista, a banda começou com alguns shows nos subterrâneos de Sydney, mais precisamente na virada do ano de 1974, na boate ‘Cequers’, freqüentada por importantes figuras do show business internacional. Angus tinha apenas 15 anos de idade e a sua irmã sugeriu que ele usasse no palco o seu uniforme de escola, o que se tornou a marca visual da banda.

ac dc  1974

1974

Quanto ao nome há controvérsias. Alguns dizem que foi a mesma irmã, que retirou de uma sigla de um eletrodoméstico, ao achar que combinava com a energia da banda, visto que tinha a ver com eletricidade, AC/DC é um indicativo de corrente contínua e alternada. Outros afirmam que foi idéia de Sandra Young, esposa de George Young, o irmão mais velho. Críticos musicais dizem que foi uma referência à bissexualidade dos membros da banda, por ACDC ser uma gíria que designava bissexuais e por eles se apresentarem em uma série de bares gays, onde a banda conquistou o público GLS. Porém, são infundadas as versões de que o nome seria uma sigla para anti-christ/dead-christ. Ainda em Sydney, com a formação original tendo Dave Evans como vocalista, Phil Rudd como baterista e o baixista Mark Evans gravaram o single ‘Can I Sit Next to You’, produzido por Harry Vanda e George Young. O motorista da banda, Bon Scott, tornou-se o vocalista quando Dave Evans recusou-se a subir aos palcos.

ac dc  1976

Phillip Rudd, Angus Young, Mark Evans, Malcolm Young, Bon Scott (1976)

Bon Scott ajudou a consolidar a imagem do ‘AC/DC’ como um grupo rebelde por ter condenações em delitos e ter sido rejeitado pelo exército por ser socialmente ‘desajustado’. E ‘AC/DC’ era socialmente ‘desajustado’. Não perderam tempo e gravaram ‘High Voltage’ e ‘TNT’ em 1974 e 1975. Seguiu ‘Dirty Deeds Done Dirt Cheap’. Mark Evans saiu da banda em 1977, com Cliff Williams entrando no seu lugar. O grupo já tinha uma sólida reputação entre hordas estridente em sua terra natal, quando se tornou uma presença na América com ‘Highway To Hell’, lançado em 1979. O álbum é o sonho de todo amante de hard rock, com vocal e acordes poderosos. Foi um marco para a banda e o último álbum do vocalista Bon Scott. Em 1980, não muito depois da descoberta americana de ‘AC/DC’, Bon Scott morreu asfixiado pelo próprio vômito após uma bebedeira. A carreira do ‘AC/DC’ foi ameaçada, o grupo considerou por algum tempo a separação, mas os pais de Bon Scott apoiaram os demais para continuarem. Dois meses depois ele foi substituído pelo vocalista Brian Johnson.

Brian Johnson, Angus Young, Simon Wright, Malcolm Young, Cliff Williams (1985)

Foi a combinação perfeita. Com Brian a bordo estavam prestes a alcançar um nível nunca antes sonhado. ‘Back in Black’, uma homenagem a Bon Scott, começou a correr nos gráficos das paradas musicas dos EUA e tornou-se o maior álbum da banda, um dos maiores álbuns de rock and roll já criados e o segundo mais vendido da história só perdendo para ‘Thriller’, de Michael Jackson. ‘For Those About To Rock (We Salute You)’ também balançou os fãs do todo o mundo como a força de um furacão. O ano de 1985 trouxe ‘Fly On The Wall’, que produziu uma série de hinos clássicos de dar socos no ar e notícias absurdas de que os crimes cometidos pelo assassino em série de Los Angeles, Richard Ramirez, foram incentivados pela música ‘Night Prowler’, faixa final do álbum ‘Highway To Hell’. As acusações foram feitas por políticos, igrejas e líderes comunitários que ferozmente taxaram o AC/DC como os ‘advogados do diabo’. Não abalados com as acusações ridículas, lançaram ‘Who Made Who’ que foi trilha sonora para o diretor e escritor do filme ‘Maxium Overdrive’, Stephen King, o mestre do terror e grande fã da banda.

ac dc  1990

Cliff Williams, Malcolm Young, Angus Young, Chris Slade, Brian Johnson (1990)

O AC/DC caiu em popularidade e as fracas vendas continuaram até o lançamento de ‘The Razor's Edge’ em 1990. E o público demonstrava ter um desejo insaciável para ver novamente o ‘AC/DC’ em um concerto ao vivo, forçando a banda a fazer uma turnê mundial. Gerações inteiras de todas as classes sócias e faixas etárias foram ver os mestres que criaram um rock’n’roll eletrizante. Em 1993, a banda arrebentou novamente com a música ‘Big Gun’, uma contribuição para a trilha sonora do filme ‘The Last Action Hero’ de Arnold Schwarzenegger. Phil Rudd regressou e contribuiu para o álbum ‘Ballbreaker’. Em 1997, a banda prestou homenagem à Bon Scott, com o lançamento do box ‘Bonfire’, embora reconhecendo a enorme contribuição de Brian Johnson para o ‘AC/DC’. No final da década, a banda foi condenada pelo Papa, Bon Scott deve ter se remexido de satisfação. Em 2003, um sonho se tornou realidade, os irmãos Malcolm e Angus se juntaram aos seus heróis de infância, os ‘Rolling Stones’ para uma fantástica interpretação do clássico do blues, ‘Rock Me Baby’. Em 2008, foi lançado ‘Black Ice’. É puro AC/DC.

ac dc 2011

2011

ac dc - Highway To Hell* A polêmica capa de ‘Highway To Hell’ leva a banda a ser taxada de satanista por grupos evangélicos. O título do disco é um trocadilho com a música ‘Stairway To Heaven’, do Led Zeppelin.
* A música ‘Suicide Solution’ de Ozzy Osbourne não fala sobre suicídio, na realidade, sua letra trata sobre alcoolismo e foi escrita por Ozzy quando o vocalista do AC/DC, Bon Scott, morreu de coma alcóolico. A palavra ‘solution’ é no sentido de ‘mistura’ referindo-se ao álcool e não no sentido de ser o suicídio uma resposta.
* Em 2003, o ‘AC/DC’ entrou para o ‘Rock and Roll Hall of Fame’. Durante a cerimônia a banda tocou ‘Highway to Hell’ e ‘You Shook Me All Night Long’, com Steven Tyler do ‘Aerosmith’ como vocalista.
* No final de ‘Night Prowler’, Bon Scott diz ‘Shazbot, nanoo, nanoo’. A citação é de um antigo seriado da década de 80 da TV americana chamado ‘Mork and Mindy’.
* Bon Scott toca a gaita de fole no final de ‘It's a Long Way to the Top’. Ele aprendeu a tocar na sua juventude e chegou a tocar na banda marcial escocesa de seu pai quando era jovem.
* O verdadeiro nome do Bon Scott é Ronald Belford.
* O título da canção 'The Jack' é uma expressão australiana usada para designar doença venérea, assim como 'The Clap' é o equivalente em algumas regiões dos EUA. Ao que tudo indica, a banda se inspirou nos seus primórdios, quando seus integrantes costumavam dividir as mesmas mulheres, e conseqüentemente, quando alguém contraía uma doença venérea, todos se contaminavam.

ac/dc - the jack


ac dc - warning! high voltage (2008)

Warning! High Voltage Greatest Hits (2008)
CD 1    CD 2

Tracklist CD 1
01. Thunderstruck 02. Shoot To Thrill 03. Big Gun 04. Fire Your Guns 05. You Shook Me All Night Long 06. Heatseeker 07. Back In Black 08. Who Made Who 09. Hard As A Rock 10. Hells Bells 11. Moneytalks 12. What Do You Do For Money Honey 13. Are You Ready 14. Stiff Upper Lip 15. Ballbreaker 16. Safe In New York City 17. That’s The Way I Wanna Rock & Roll 18. Flick Of The Switch 19. For Those About To Rock (We Salute You)

Tracklist CD 2
01. Highway To Hell 02. T.N.T. 03. Whole Lotta Rosie 04. The Jack 05. Girls Got Rhythm 06. Dirty Deeds Done Dirt Cheap 07. If You Want Blood (You’ve Got It) 08. It’s A Long Way To The Top (If You Wanna Rock ‘n’ Roll) 09. Sin City 10. Live Wire 11. Let There Be Rock 12. High Voltage 13. Rock ‘N’ Roll Damnation 14. Touch Too Much 15. Jailbreak 16. Shot Down In Flames 17. Kicked In The Teeth 18. Big Balls

ac dc - backtracks (2009)

Backtracks (2009)
CD 1    CD 2

CD 1: Studio Rarities
01. Stick Around 02. Love Song 03. Fling Thing 04. R.I.P (Rock In Peace) 05. Carry Me Home 06. Crabsody In Blue 07. Cold Hearted Man 08. Snake Eye 09. Borrowed Time 10. Down On The Borderline 11. Big Gun 12. Cyberspace

CD 2: Live Rarities
01. Dirty Deeds Done Dirt Cheap (Live) 02. Dog Eat Dog (Live) 03. Live Wire (Live) 04. Shot Down In Flames (Live) 05. Back In Black (Live) 06. T.N.T. (Live) 07. Let There Be Rock (Live) 08. Guns For Hire (Live) 09. Rock And Roll Ain´t Noise Pollution (Live) 10. This House Is On Fire (Live) 11. You Shook Me All Night Long (Live) 12. Jailbreak (Live) 13. Highway To Hell (Live) 14. For Those About To Rock (Live) 15. Safe In New York City (Live)

5 comentários:

carol sakurá disse...

Rock limpo e puro!
Muito bom!
Bjs!

p.s:Que bom ter vc de volta nos coments.Tu é poetisa?srsrsr

Игорь disse...

Foram condenados pelo Papa .

Garantia de qualidade rsssss

Comentário acima : sim ela é poetisa , mas é segredo entre os blogues .

Anonymous disse...

A maior influência do AC/DC foi a banda, Alex Harvey Band. Claudio

mara* disse...

Ótima dica para uma futura postagem, o escocês Alex Harvey e sua banda.

Anonymous disse...

Um presente!!
The Sensational Alex Harvey Band - The Penthouse Tapes
http://www.mediafire.com/?0sgi76herk7o72r
(Claudio)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...