100 best film classics

100 best film classics

O cinema nunca foi totalmente mudo. Apenas não havia um método eficiente de sincronizar o som à imagem, mas som, sempre teve. No cinema, desde sua criação pelos irmãos Lumière em 1895, o som sempre foi importante, enfatizando, criando ou até redundando climas narrativos na imagem. No cinema mudo, havia um pianista nas salas de concerto encarregado de criar estes climas nas cenas, improvisando sobre um repertório próprio conforme sentia as imagens, e que geralmente cumpriam uma função meramente ilustrativa. Nas salas mais afortunadas podíamos até encontrar orquestras inteiras tocando, muitas vezes com partituras originais para o filme. Então veio o sistema de sonorização no cinema, o famoso vitaphone, uma enorme e desajeitada máquina de projeção com uma vitrola acoplada, lançada em 1927, imortalizando o filme ‘The Jazz Singer’, com Al Jolson, que sincronizava o filme a um disco de 33 rotações, uma revolução, considerando que o padrão era 78 rpm, um pouco melhor que aquele usado no fonógrafo de Edison.

vitaphoneMas suas inconveniências eram grandes, a baixa qualidade da amplificação da época, o chiado do disco e a eminente possibilidade do disco riscar com o tempo e tirar o filme de sincronismo. Mas foi um sistema pioneiro que, prescindindo do músico in presentia, fez com que toda a conquista dos músicos até aquele momento precisasse recuar aos primórdios do som para o cinema, repensar a função dramática do som, que agora poderia incluir não só música, mas também diálogos e ruídos. A simples ilustração musical passou a ser vista como um terreno promissor de possibilidades. Técnicos surgiram; os que já trabalhavam tiveram que reaprender, de acordo com os novos padrões estéticos. No que diz respeito à trilha sonora propriamente dita, ou àquilo que chamamos ‘música para o cinema'. Se, entre 1900 e 1910 Mahler une a tradição sinfônica a esta associação de imagens, entre 1915 e 1920 Arnold Schoenberg acaba com ambas as coisas, criando o dodecafonismo, sistema harmônico baseado no atonalismo. Mas nem todos os compositores gostaram dos ares modernos da música atonal. Preferiram ficar no campo tradicional, em plenos anos 30, escrevendo sinfonias e concertos. Então, toda uma geração de compositores dos anos 10 e 20 simplesmente não sabiam o que fazer.

The Jazz SingerExplorar os rumos apontados por Schoenberg e seus discípulos ou continuar escrevendo música ‘ultrapassada’? Não era só o fato de ser ultrapassada, mas também por força do comércio fonográfico, em que a música popular se desenvolveu de forma a deixar elitizado o consumo da música erudita. Não havia público, portanto, para conservadores em época de modernos. Muitos não tinham mais saída senão deixar de compor, quando, finalmente, inventaram o som no cinema. O que aconteceu com os compositores que trabalhavam numa linha conservadora, preservando a sinfonia e o poema sinfônico tradicional em suas obras? Foram todos para o cinema. Toda a tradição de música programática, por ser mais propícia, desembocou na trilha sonora cinematográfica.

O cinema por sua vez tinha, ao descobrir o sincronismo entre som e imagem, a capacidade de exibir filmes sem orquestra ou pianistas; o próprio projetor teria condições para reproduzir a imagem e o som, a princípio pelo vitaphone, mas que depois foi aperfeiçoado pelo sistema movietone, que imprimia o som na própria película, acabando com o problema do chiado e falha no sincronismo. Mas, como em toda inovação, não foram poucos os problemas que o som trouxe ao cinema. Uma lenta evolução levou o cinema a encontrar uma forma ideal de utilizar o som de maneira apropriada à sua linguagem. Assim, começou-se a utilizar o som de duas maneiras: Como elemento climático e como foco da ação, os musicais. Os primeiros são justamente os que darão emprego aos compositores eruditos, e os segundos são aqueles em que a música conduz a narrativa, ou está subordinada à música. Assim, aos poucos, a trilha sonora começou a ganhar forma. (por filipe salles)

100 Best Film Classics (2006)

100 best film classics

CD 1: The Great Blockbusters

Tracklist
01. 2001: A Space Odyssey - Also Sprach Zarathustra (Strauss)
02. Apocalypse Now - The Ride Of The Valkeries (Wagner)
03. Amadeus - Requiem In D Minor (Mozart)
04. Titanic - My Heart Will Go On (Horner)
05. You Only Live Twice - Main Theme (Barry)
06. Star Wars - Main Theme (Williams)
07. Gladiator - Gladiator Theme (Zimmer)
08. Gallipoli - Les Pecheurs Des Perles (Bizet)
09. The Goodfather III - Cavalleria Rusticana (Mascagani)
10. The Lord of The Rings - The Fellowship (Shore)
11. Harry Potter - Fawkes The Phoenix (Williams)
12. Saving Private Ryan - Hymn To The Fallen (Williams)
13. Mission Impossible - Divertimento For String Trio (Mozart)
14. Fantasia - The Sorcerer's Apprentice (Dukas)
15. Braveheart - End Titles (Horner)

CD 2: The Classic Movies

Tracklist
01. Somewhere In Time - Piano Concerto No.3 (Rachmaninov)
02. Chariots of Fire - Miserere (Allegri)
03. The Deer Hunter Myers - Cavatina (Myers)
04. Platoon - Adagio For Strings (Barber)
05. Death In Venice - Symphony No.5 (Mahler)
06. American Beauty - Any Other Name (Newman)
07. E.T. - Main Theme (Williams)
08. Schindlers List - Main Theme (Williams)
09. The Mission - Gabriel's Oboe (Morricone)
10. Romeo & Juliet - Symphony No.25 (Mozart)
11. Jean De Floerette - La Forza del Destino Overture (Verdi)
12. Alien - Eine kleine Nachtmusik – II (Mozart)
13. Cinema Paradiso - Love Theme (Morricone)
14. Eyes Wide Shut - Jazz Suite No.2 (Shostakovich)
15. A Clockwork Orange - Ode To Joy (Beethoven)

CD 3: Favourite Movies

Tracklist
01. Ace Ventura - Eine Kleine Nachtmusik (Mozart)
02. Out Of Africa - Clarinet Concerto In A K622 (Mozart)
03. Mozart - Concerto For Two Pianos In E (Amadeus)
04. Sideways - Memories Of The Alhambra (Tarrega)
05. The Joy Luck Club - Flute & Harp Concerto (Mozart)
06. The Talented Mr. Ripley - Stabat Mater (Pergolesi)
07. Lorenzo's Oil - Ave Verum Corpus (Mozart)
08. JFK - Horn Concerto No.2 (Mozart)
09. Carrington - String Quintet In C (Schubert)
10. Runaway Bride - Le Nozze Di Figaro (Mozart)
11. Hilary & Jackie - Cello Concerto In E (Elgar)
12. The Living Daylights - Symphony No.40 (Mozart)
13. Elisabeth - Nimrod - Enigma Variations (Elgar)
14. Minority Report - Symphony No.8 (Schubert)
15. Here's Something About Mary - Eine Kleine Nachmusik (Mozart)
16. Billy Elliot - Swan Lake Act. II (Tchaikovsky)
17. The Right Stuff - The Planets Suite (Holst)

CD 4: The Piano at The Cinema

Tracklist
01. The Piano - The Heart Asks Pleasure First (Nyman)
02. Elvira Madigan - Piano Concerto No.21 (Mozart)
03. Face/Off - 'Raindrop' Prelude (Chopin)
04. Amadeus - Piano Concerto No.20 (Mozart)
05. Private Benjamin - Waltz In C Sharp Minor (Chopin)
06. The Truman Show - Rondo alla turca (Mozart)
07. The Associate - Piano Concerto No.25 (Mozart)
08. A Beautiful Mind - Piano Sonata No.11 (Mozart)
09. Immortal Beloved – Moonlight Sonata (Beethoven)
10. The Pianist - Nocturne (Chopin)
11. The Music Lovers - Piano Concerto No.1 (Tchaikovsky)
12. What Lies Beneath - Gymnopedie No.1 (Satie)
13. Paycheck – Minute Waltz (Chopin)
14. Rosemary's Baby - Fur Elise (Beethoven)
15. The Truman Show - Piano Concerto No.1 (Chopin)
17. Shine - Polonaise No.6 (Chopin)
16. Ocean's Eleven - Clair de Lune (Debussy)

CD 5: Ópera at The Cinema

Tracklist
01. The Bridges Of Madison Country - Norma (Bellini)
02. Captain Corelli's Mandolin – Rigoletto (Verdi)
03. Closer - Cosi fan tutte (Mozart)
04. Basquiat - Il Trovatore (Verdi)
05. Tracing Places - Le nozze di Figaro (Mozart)
06. Copycat - Tosca (Puccini)
07. My Left Foot - Cosi fan tutte (Mozart)
08. Miss Congenialty - Die Zauberflute Der Holle Rache (Mozart)
09. The Shawshank Redemption - Le nozze di Figaro (Mozart)
10. Philadelphia - Andrea Chenier (Giordano)
11. Babette's Feast - Don Giovanni (Mozart)
12. Heavenly Creatures - Tosca (Puccini)
13. Callas Forever - Carmen (Bizet)
14. Moonstruck - La Boheme (Puccini)
15. Driving Miss Daisy – Rusalka (Dvorak)
16. Diva - La Wally (Catalani)
17. Life Is Beautiful - Les Contes d'Hoffmann (Offenbach)
18. The Witches Of Eastwick - Turandot (Puccini)

CD 6: Baroque Goes to The Cinema

Tracklist
01. Four Weddings And A Funeral - Solomon (Handel)
02. The Aviator - Toccata & Fugue (Bach)
03. The Madness Of King George - Zadok The Priest (Handel)
04. Children Of A Lesser God - Concerto For Two Violins (Bach)
05. Someone To Wath Over Me - Gloria In Excelsis Deo (Vivaldi)
06. Truly, Madly, Deeply - Viola Da Gamba Sonata (Bach)
07. Gallipoli - Adagio (Albinoni)
08. Kramer Vs Kramer - Mandolin Concerto (Vivaldi)
09. The Silence Of The Lambs - Goldberg Variations (Bach)
10. Pirates Of The Caribbean - Concerto Grosso (Handel)
11. Runaway Bride - Orchestral Suite No.3 (Bach)
12. Ordinary People - Canon In D (Pachelbel)
13. The Other Sister - The 4 Seasons Winter (Vivaldi)
14. Meet The Parents - Jesus, Joy Of Man's Desiring (Bach)
15. Barry Lyndon - Sarabande (Handel)
16. Lara Croft - Keyboard Concerto No.5 (Bach)
17. Hannibal - Brandenburg Concerto No.3 (Bach)
18. Briget Jone's Diary - Messiah (Handel)

platoon - adagio for strings (barber)



6 comentários:

carol sakurá disse...

Vou me inspirar para um 2010 cinematográfico.

Peço desculpas pela ausência,pois um raio na ultima chuva destruiu meu pc.
Já estou de volta!

Beijos!

Carol Sakurá

Игорь disse...

Olá Mara

Puxa alguns dias out e vejo teu blogue repleto de boas novidades !!

Há adotei o sistema de postar programado . Achei muito bom !!

Feliz 2010 , minha amiga

um beijão

eneiasbegins disse...

Por no som e viajar!Valeu Mara!

mara* disse...

Valeu Eneias!

Reynaldo disse...

Por favor, verifique na página

http://pintandomusica.blogspot.com/2009/12/100-best-film-classics.html


download: CD 3 (favourite movies)
parte II

http://www.mediafire.com/file/zidemjyzntn/the original anthology (1999) CD 2 parte II.rar

o arquivo baixado é outra coisa

mara* disse...

Todos os links foram corrigidos...obrigada por avisar fbarth. Beijão.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...