mercedes sosa, a voz dos sem voz

mercedes sosa

Considerada a ‘Voz da América Latina’, Mercedes Sosa, que é chamada carinhosamente por seus amigos e admiradores por ‘La Negra’, foi uma voz importante quando a região estava sob ditaduras. Sua voz poderosa encantou e politizou toda uma geração. A cantora argentina, foi uma das mais importantes artistas do continente. Mercedes Sosa nasceu em San Miguel de Tucumán, na província de Tucumán, Argentina, em 1935. De origem humilde e de ascendência mestizo (mistura de europeus com ameríndios), francesa e dos indígenas do grupo Quechua, a cantora cresceu admirando artistas populares e as canções folclóricas do país. Aos quinze anos de idade, foi descoberta cantando numa competição de uma rádio local da cidade natal, e recebeu um contrato de dois meses. Em 1960 já se destacava pela sua voz potente e deu início ao ‘Movimento Del Nuevo Cancionero’, considerado precursor dos protestos através da música. Admirada pelo timbre de contralto, gravou o primeiro disco ‘Canciones con Fundamento’, com um perfil de folk argentino. Consagrou-se internacionalmente nos EUA e Europa em 1967, e em 1970, com Ariel Ramirez e Felix Luna, gravando ‘Cantata Sudamericana’ e ‘Mujeres Argentinas’. Gravou um tributo também à chilena Violeta Parra.

Cantora de um vasto repertório gravou canções de vários estilos e atuou com muitos músicos argentinos e outros latino-americanos. Foi uma ativista política de esquerda, foi peronista na juventude. Sofreu censura na Argentina por parte dos governos militares, por apoiar os movimentos de esquerda foi intérprete de um dos grandes hits dos anos 70, ‘Gracias a la Vida’, que embalou esses movimentos na América Latina. Em 1979, em plena ditadura militar, ela foi presa durante um show na cidade de la Plata. O público presente também foi preso. Dias depois, partiu para um exílio em Paris e Madri, até 1982, quando voltou para a Argentina no final da ditadura militar, à qual os organismos de direitos humanos atribuem a morte e desaparecimento de cerca de 30 mil pessoas. Dados oficiais asseguram que o total foi de 13 mil desaparecidos.

mercedes sosaA preocupação sócio-política refletiu-se no seu repertório interpretado, tornando-se uma das grandes expoentes da ‘Nueva Canción’, um movimento musical latino-americano da década de 60, com raízes africanas, cubanas, andinas e espanholas. No Brasil, Caetano Veloso, Gilberto Gil, Chico Buarque, entre outros artistas, são expressões da Nueva Canción, marcada por uma ideologia de repúdio ao imperialismo norte-americano e à desigualdade social. Em tempos mais recentes manifestou-se como forte opositora à Carlos Menem e apoiou a eleição do ex-presidente Néstor Kirchner. Apesar da saúde debilitada, Mercedes Sosa vivia um dos melhores momentos de sua carreira graças ao reconhecimento de seu último álbum, ‘Cantora 1’, indicado a três prêmios Grammy Lation 2009 - álbum do ano, melhor capa e melhor álbum de folclore. O álbum é uma compilação de seus principais sucessos gravados em duetos com artistas como Caetano Veloso e Shakira. Mercedes Sosa morreu neste domingo, dia 4 de outubro de 2009, em Buenos Aires, aos 74 anos.

mercedes sosa - maría va


Mercedes Sosa - Cantora 1 (2009)

Cantora 1 (2009)

Tracklist
01. Aquellas pequeñas cosas - con Joan Manuel Serrat 02. Barro tal vez - con Luis Alberto Spinetta 03. Sea - con Jorge Drexler 04. Coração vagabundo - con Caetano Veloso 05. La maza - con Shakira 06. Zamba para olvidar - con Diego Torres y Facundo Ramírez 07. Agua, cielo, tierra, fuego - con Soledad Pastorutti 08. Celador de sueños - con Orozco Barrientos y Gustavo Santaolalla 09. Sabiéndose de los descalzos - con Julieta Venegas 10. Himno de mi corazón - con León Gieco 11. Novicia - con Victor Heredia 12. Zamba de los adioses - con Duo Nuevo Cuyo 13. Nada - con María Graña y Leopoldo Federico 14. Esa musiquita - con Teresa Parodi 15. Romance de la luna tucumana - con J. Quintero y L. Monti 16. Deja la vida volar - con Pedro Aznar 17. Pájaro de rodillas - con Nacha Roldán

Mercedes Sosa - Cantora 2 (2009)

Cantora 2 (2009)

Tracklist
01. Zona de promesas - con Gustavo Cerati 02. Desarma y sangra - con Charly García 03. Canción para un niño en la calle - con Calle 13 04. Parao - con Vicentico 05. Zamba del cielo - con Fito Páez y Liliana Herrero 06. Razón de vivir - con Lila Downs 07. El ángel de la bicicleta - con Gustavo Cordera 08. Violetas para Violeta - con Joaquín Sabina 09. Jamás te olvidaré - con Marcela Morelo 10. O que será o [À flor da terra] - con Daniela Mercury 11. Cántame - con Franco de Vita 12. La luna llena - con Rubén Rada y La Chilinga 13. Canción de las cantinas - con Alberto Rojo 14. Donde termina el asfalto - con Coqui Sosa 15. Insensatez - con Luis Salinas 16. Misionera - con Luis Carlos Borges 17. Y así, así - con Luciano Pereyra 18. Himno Nacional Argentino - con Los Folkloristas

Mercedes Sosa - 30 Años (1994)

30 Años (1994)

Tracklist
01. La Maza 02. María, María 03. Gracias A La Vida 04. Todo Cambia 05. Sólo Le Pido A Dios 06. Canción Con Todos 07. Años 08. Alfonsina y El Mar 09. María Va 10. Unicornio 11. Canción Para Carito 12. Luna Tucumana 13. Hermano, Dame Tu Mano 14. Como La Cigarra 15. Si Se Calla El Cantor 16. Inconsciente Colectivo 17. La Arenosa 18. Duerme, Negrito 19. Al Jardín De La República 20. Y Dale Alegría A Mi Corazón

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...