grace jones

grace jonesModelo de alta-costura em Nova Iorque e Paris, nos anos 70, foi apadrinhada pelo artista pop Andy Warhol que a colocou nos palcos do famoso ‘Studio 54’ e a transformou em diva máxima da ‘discotheque’ de New York, onde se apresentava cercada de homens musculosos devidamente acorrentados por ela. Não contente, ela própria entrava numa jaula e bancava a pantera negra. Conhecida por sua personalidade excêntrica essa é Grace Jones, nascida como Grace Mendoza na Jamaica e radicada nos Estados Unidos. Antes de se tornar uma modelo de sucesso em Nova Iorque e Paris, Grace estudou teatro na Universidade Syracuse no estado de Nova Iorque. Miss Jones é uma cantora contralto e domina algumas técnicas de soprano. São duas as formas de cantar que predominam em seu trabalho: o monótono canto-falado como nas canções ‘Private Life’ e ‘Walking In The Rain’, e o modo quase soprano como em ‘La Vie En Rose’ e ‘Slave To The Rhythm’. Além de ser dona de vocais fortes, autoritários e hipnóticos, Jones também toca acordeão.

Altamente estilizada em 1977 estourou com vários hits disco/dance que lhe renderam uma enorme resposta positiva do público gay e a transformaram em musa de Andy Warhol, que a fotografou em incontáveis ensaios. No final da década, Grace adaptou-se à emergente música ‘new wave’, paralelamente a essa mudança musical, mudou de visual que foi criado em parceria com o estilista Jean-Paul Goude, com quem ela teve um filho mais tarde. Adotou um visual severo e andrógino, com um corte de cabelo em formato quadrado, que seria usado em seguida por muitos negros da América na próxima década, e roupas angulares e acolchoadas. Goude usava e abusava dos contrastes raciais e sexuais, transformando a imagem de Grace em algo mais poderoso ainda. Até hoje, é conhecida por esse seu visual singular quanto pela sua música. Com presença marcante, nos anos 80 se tornou uma das mais populares cantoras pop, misturando reggae, rock e música eletrônica.

grace jones com andy warhol e keith haring

Andy Warhol (pintor e cineasta norte-americano, figura maior do movimento de pop art), Grace Jones e Keith Haring (artista gráfico e ativista estadunidense, seu trabalho reflete a cultura nova-iorquina dos anos 80)

grace jones - conan        grace jones - a view to a kill

Grace como 'Zula' no filme 'Conan the Destroyer' e como May Day, no filme '007: A View To A Kill’

O visual agressivo e masculinizado de Grace é uma das marcas registradas dos anos 80, tendo ao lado artistas como Annie Lennox e Boy George, ela foi uma clara influência para o movimento ‘power dressing'. Embora seu último álbum de estúdio tenha saído em 1989, Grace Jones nunca deixou de se apresentar ao vivo por aí. Ela prefere seguir o estilo underground em seus shows, sem grandes divulgações. Também fez sucesso como atriz. O trabalho de Jones em filmes começou com o papel de Zula, uma amazona no filme ‘Conan’ (1984), ao lado de Arnold Schwarzenegger. Em seguida ela fez o papel de May Day, no filme '007: A View To A Kill’ (1985). Interpretações que lhe renderam uma indicação como melhor atriz coadjuvante. A diva black, hoje sexagenária, está de volta na onda dos artistas dos anos 80 que resolveram ressuscitar de uma hora para outra. Recentemente arrasou em festival inglês.

grace jones - vie en rose


Grace Jones – The Ultimate Collection (2006)

The Ultimate Collection (2006)
CD 1    CD 2    CD 3

Tracklist CD 1
01. Vie en Rose 02. Send in the Clowns 03. I Need a Man 04. Do or Die 05. All on a Summer's Night 06. Fame 07. Am I Ever Gonna Fall in Love in New York City 08. Don't Mess with the Messer 09. Sinning 10. Saved 11. Private Life 12. Love Is the Drug 13. Warm Leatherette

Tracklist CD 2
01. Hunter Gets Captured by the Game 02. I've Seen That Face Before 03. Pull Up to the Bumper 04. Nightclubbing 05. Walking in the Rain 06. Demolition Man 07. Nipple to the Bottle 08. Apple Stretching 09. Inspiration 10. My Jamaican Guy 11. Slave to the Rhythm 12. I'm Not Perfect (But I'm Perfect for You) 13. Victor Should Have Been a Jazz Musician 14. Love on Top of Love

Tracklist CD 3
01. Pars 02. Private Life 03. Use Me 04. She's Lost Control 05. Nipple to the Bottle 06. My Jamaican Guy 07. Ring of Fire 08. Man Around the House 09. Living My Life 10. Slave to the Rhythm 11. Sex Drive

Um comentário:

betomelodia disse...

olá, mara...

ótima postagem..
baixei os tres cds e só posso lhe parabenizar, agradecendo por disponibilizar...

beijos em seu coração...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...