tracy chapman

tracy chapmanTracy Chapman foi uma personalidade marcante na música pop norte-americana dos anos 80. Talentosa cantora e compositora oriunda de Cleveland, Ohio, Tracy tocou o ukulele na escola primária, e mais tarde estudou clarinete e flauta. Sua mãe era amante da música com uma grande coleção de discos e uma grande determinação em nutrir o talento musical de sua filha. Ingressando em um programa direcionado a identificar crianças negras talentosas para o desenvolvimento acadêmico. Chapman começou a estudar medicina veterinária, mas mais tarde mudou para antropologia e etnomusicologia. Conquistou assim, em 2004, o título de doutora honoris causa em belas-artes, pela sua contribuição como artista e por todas as suas realizações artísticas. Enquanto freqüentava a universidade, tocava em bares de Cambridge, Massachussets, as suas próprias composições. Tracy começou a sua carreira musical quase relutantemente, mostrando pouco interesse em ganhos financeiros e, em um ponto, recusando uma oferta de um selo independente de modo a não interromper seus estudos. Mas, em 1988, gravou o primeiro LP, ‘Tracy Chapman’, e foi um sucesso. Após a sua aparição em um programa de TV, homenageando aos setenta anos de Nelson Mandela, alcançou o topo nos Estados Unidos com a música ‘Fast Car’, e em 1989, recebeu quatro Grammies inclusive a de melhor artista revelação.

Depois disto, aliou-se à Anistia Internacional, participando do programa ‘Human Rights Now!’, tornando-se uma das mais influentes artistas no meio universitário norte-americano. Nos anos seguintes, o sucesso não era o mesmo. Alguns críticos especularam que o público tinha cansado de temas políticos de Chapman e acreditava-se ter encerrado a carreira quando surpreendeu em 1995, com o álbum ‘New Beginning’ que rendeu um Grammy de melhor canção de rock. A partir de 2000 com músicas mais voltadas para o rock que para o estilo pop, Tracy iniciou turnês pela Europa e EUA. Em 2008, na comemoração dos vinte anos do lançamento do seu primeiro disco, lançou o seu oitavo álbum, ‘Our Bright Future’ com destaque para a música ‘Thinking of you’, considerada uma de suas mais belas e sensíveis composições. Ao longo de 20 anos e oito álbuns, Tracy Chapman esteve sob e fora dos holofotes. Embora Tracy Chapman seja notoriamente considerada reclusa e nunca fale publicamente sobre a sua sexualidade, em um determinado momento foi revelado que Chapman estava envolvida romanticamente com a escritora Alice Walker, ganhadora do prêmio ‘Pulitzer’ com o romance 'The Color Purple' e que deu origem a um dos mais belos filmes de Steven Spielberg.

tracy chapman

tracy chapman - change


tracy chapman - the collection (2001)    Tracy Chapman - Where You Live (2005)

The Collection (2001)    |    Where You Live (2005)

Tracklist: The Collection
01. Fast Car 02. Subcity 03. Baby Can I Hold You 04. The Promise 05. I'm Ready 06. Crossroads 07. Bang Bang Bang 08. Telling Stories 09. Smoke and Ashes 10. Speak the Word 11. Wedding Song 12. Open Arms 13. Give me One Reason 14. Talkin' Bout a Revolution 15. She's Got Her Ticket 16. All That You Have Is Your Soul

Tracklist: Where You Live
01. Change 02. Talk To You 03. 3,000 Miles 04. Going Back 05. Don’t Dwell 06. Never Yours 07. America 08. Love’s Proof 09. Before Easter 10. Taken 11. Be and Be Not Afraid

5 comentários:

Juan Trasmonte disse...

Adoro Tracy!Ela foi meio vítima dessas oscilações da mídia, que um dia te ama e no seguinte te esquece.
Não sabia da relação dela com Alice Walker...
beijos!

Игорь disse...

Olá Mara


obrigado pela visita ;)

Não sou português , não . Sou brasileiro ! Apenas uso de quando em quando uma construções gramaticais à lisboeta , pois .

Fiz direito . tenho uma pós e fui oficial da marinha . Agora voltei a prestar concursos . O blog é minha higiene mental .

É bom conversar com você ;)

Boa semana

Jorge

lailols disse...

Meu último post foi sobre Patrícia Barber. Não me ligo muito em detalhes da vida do artista, mas que dá uma certa curiosidade, dá. Às vezes escarafuncho a biografia do músico sem encontrar referências a esposas ou filhos. Por mim os artistas seriam como os anjos, sem sexo. Quantos bailarinos existem casados, pais de filhos, e no entanto a profissão é vista com reservas.
Patricia Barber

Rodrigo disse...

Ola Mara.. parabens pelo seu blog !! to tentando fazer um desse nivel mas ta dificil... meu blog é www.tudonettudonet.blogspot.com... mas to meio sem tempo sabe. parabens continue assim !!

Rodrigo
Maringá-Pr

mara* disse...

Obrigada Rodrigo, pela visita. Não é fácil não manter um blog, exatamente por isso, falta de tempo. Um abraço.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...